sexta-feira, 15 de abril de 2016

Você foi iludido pelo que chamam de educação


Na sociedade é muito difícil de encontrar seres humanos que lhe deem liberdade para ser você mesmo. Isso criou um mundo de retardados. As nações necessitam de idiotas.[...] Toda a estrutura da sociedade foi construída de maneira que algumas poucas pessoas explorem milhões de outras.[...]

Toda história da humanidade tem sido um desastre. E a menos que comecemos a nos revoltar como indivíduos, abandonando todas as nacionalidades, todas as religiões, todas as raças, e declaremos que todo este globo nos pertence e que todas as linhas do mapa são fictícias e falsas... A menos que indivíduos comecem a mudar todo o sistema educacional... O sistema educacional deveria ensinar-lhe a arte de viver, deveria ensinar-lhe a arte de amar, deveria ensinar-lhe a arte de meditar, deveria ensinar-lhe a arte de morrer gloriosamente. O seu sistema de educação não é educacional. Ele cria apenas balconistas, chefes de estação, carteiros, soldados, e você chama isso de educação. Você foi iludido, mas a fraude é tão antiga que você a esqueceu completamente. E você continua na mesma velha rotina. 

Eu levanto minha mão contra todo o passado da humanidade. Ele não foi civilizado, não foi humano, não foi, de maneira alguma, um auxílio para que as pessoas florescessem. O passado não foi uma primavera. Foi uma calamidade. Um crime cometido em uma escala tão vasta... Mas alguém tem que se levantar contra isso. E alguém tem que insistir no fato de que nós repudiamos nosso passado. E nós começaremos a viver de acordo com nosso próprio ser interior e criaremos nosso próprio futuro. Não permitiremos que o passado crie o futuro. 

[...] Todas essas pessoas que criaram esta humanidade retardada, eliminaram toda a essência, toda a risada, todos os sorrisos, e forçaram todos a serem inautênticos, insinceros, você jamais pode desenvolver a semente que lhe foi dada por este imenso universo cheio de compaixão. 

[...] A vida não deveria ser uma coisa séria. Ela deveria ser uma profunda brincadeira, uma diversão. E cada indivíduo deveria ter liberdade absoluta de ser ele mesmo. A única restrição seria que ninguém pode interferir na esfera de vida de outro indivíduo. Pode ser a sua esposa, pode ser o seu marido, pode ser o seu filho, não importa. Um imenso respeito pelo indivíduo, para mim, é o âmago, a essência da verdadeira religiosidade. Seja você mesmo e deixe que os outros sejam eles mesmos, e esta vida, este planeta podem ser tornar o paraíso de lótus, aqui e agora. 

[...] Limpe a si mesmo, torne-se Adão e Eva novamente. E desobedeça a Deus novamente. Somente então há uma possibilidade de que essa visão se torne uma realidade. Não se preocupe com o mundo inteiro. Se pudermos criar a ideia de revolta em uma pequena minoria no mundo, isso será o suficiente. Uma única semente pode tornar a terra inteira verde. E um único homem, revoltando-se, pode criar um mundo totalmente novo, uma humanidade totalmente nova. Eu não estou envolvido em qualquer revolução organizada porque todas as organizações basicamente destroem o indivíduo. Eu estou a favor do indivíduo, da sua dignidade, e não existe ninguém que esteja acima do indivíduo; temos que dar este tremendo salto quântico, da vida organizada para o florescimento do indivíduo.[...] E se a chama da individualidade se espalhar, ela pode se tornar um fogo generalizado porque, bem no fundo, cada indivíduo está sofrendo. Ele quer se revoltar contra tudo aquilo que tem sido reprimido, tudo aquilo que lhe foi imposto.

Osho

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens populares

"É porque se espalha o grão que a semente acaba
por encontrar um terreno fértil."-
Júlio Verne


>>>>>>>>>>>>>>

"A aventura é, sempre e em todos os lugares, uma passagem pelo véu que separa o conhecido do desconhecido; as forças que vigiam no limiar são perigosas e lidar com elas envolve riscos; e, no entanto, todos os que tenham competência e coragem verão o perigo desaparecer." — Joseph Campbell em, O Herói de Mil Faces

"Acredito que o maior presente que alguém me pode dar é ver-me, ouvir-me, compreender-me e tocar-me. O maior presente que eu posso dar é ver, ouvir, entender e tocar o outro. Quando isso acontece, sinto que fizemos contato" — Virginia Satir

"A mente inocente é aquela que não pode ser ferida. Uma mente sem marcas de ferimentos recebidos — eis a verdadeira inocência; temos cicatrizes no cérebro e, com elas, queremos descobrir um estado mental sem ferimento algum. A mente inocente não pode ferir-se (isto é, sofrer ofensa), porque nunca transporta um ferimento de dia para dia. Não há, pois, nem perdão, nem lembrança.[...] A mente em conflito não tem nenhuma possibilidade de compreender a Verdade" — Krishnamurti